3 livros sobre… anarquismo!

Histórias das ideias e movimentos anarquistas, George Woodcock (L&PM)
George-Woodcock-Historia-Das-Ideias-e-Movimentos-Anarquistas-Vol-2-capa

 

Lançado em dois volumes pela editora L&PM, o livro de George Woodcock é introdução perfeita pra quem quer entender o que é a filosofia política conhecida como anarquismo. Em seu primeiro volume, “História das ideias e  movimentos anarquistas” aborda e explica a teoria de pensadores como Proudhon, Bakunin, Stirner e Tolstói. Na sua segunda parte, o livro foca nas lutas dos anarquistas, sua organização em movimento e seu “fim” com a derrota dos anarquistas espanhóis para os fascistas na Guerra Civil, em 1939. Escrito nos anos 60, o livro de Woodkcock tem um final “pessimista” no qual decreta o fracasso do anarquismo e sua morte como movimento – só citando a revolta francesa de 68 em seu post-scriptum, sem nem tocar nos punks dos anos 70 ou na volta de ideias anarquistas do começo do século XXI…

Taz: Zona Autônoma Temporária, Hakim Bey (Conrad)
capa_taz.indd

TAZ é um livro escrito pelo autor Hakim Bey (pseudônimo de Peter Lamborn Wilson) que propõe uma nova forma de anarquismo – perfeita para um mundo globalizado marcado pelo surgimento da internet e pela “vitória” do capitalismo. Se a revolução permanente é uma utopia, prega Bey, criemos pequenos espaços livres e revolucionários que durem semanas, dias ou minutos. São essas festas, manifestos ou  reuniões as “Zonas Autônomas Temporárias” que dão título ao livro. A obra (elogiada por escritores beats como Burroughs e Allen Ginsberg) é curtíssima e muito influente no pensamento do século XXI. Das raves aos grupos de hackers como Anonymous, passando pela cultura open source e os festivais de verão europeus, poucos escaparam da influência (consciente ou não) desse livrinho bem-humorado e ousado cujas poucas páginas se inspiram em piratas e antigos anarquistas históricos para tentar criar um mundo novo e melhor. Mesmo que ele dure  só uma hora.


Movimento Anarquista em SP, Silvia Lang Magnani (Editora Brasiliense)
movimento-anarquista-em-sp-capa

Para encerrar a trilogia de livros anarquistas, depois de obras que abordam o passado e o presente do pensamento libertário, indicamos este livro por Silvia Lang e que resgata a história do movimento anarquista paulista. Os anarquistas foram os responsáveis pela primeira grande greve da indústria paulistana e (trazido por imigrantes espanhóis e italianos) dominou o movimento operário nacional até que a Revolução Russa de 1917 começasse uma supremacia autoritária do comunismo, entre a esquerda mundial.

tres livros sobre

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 thoughts on “3 livros sobre… anarquismo!

  1. Cara, que bacana o blog de vocês! Também escrevo um com meu marido e esse negócio de resenha grande é mesmo complicado. Ambos falamos demais, mas estamos tentando melhorar nesse ponto, haha. Com certeza vou me inspirar nas suas resenhas!
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.