3 livros para crianças que os adultos adoram

Alice no País das Maravilhas, Lewis Carrol
alice-pais-maravilhas-capa-livro
“Alice no País das Maravilhas” surgiu das histórias criadas de improviso por Lewis Carrol para entreter a pequena Alice Liddel e seus irmãos num passeio de barco. O livro (e sua sequência “Alice no Outro lado do Espelho”) acabou se tornando um dos maiores clássicos da literatura mundial, tendo influenciado romances cabeçudos como “Finnegans Wake” de James Joyce e a prestigiada séria de quadrinhos “Sandman”, de Neil Gaiman.

Onde vivem os monstros, Maurice Sendak
Maurice Sendak - Onde vivem os monstros

O clássico americano “Onde vivem os monstros” – criado pelo ilustrador e escritor Maurice Sendak – talvez seja o livro mais “infantil” da nossa lista, mas acabou ganhando um status cult nos EUA ao aliar grande arte, texto minimalista e sentimentos negativos vividos pelas crianças como raiva, tédio e angústia. Deu origem a um filme sombrio e adulto de mesmo nome, dirigido por Spike Jonze.

O pequeno príncipe, Saint-Exupéry
O-Pequeno-Principe

Livro predileto das misses desse mundão de meu Deus, “O pequeno príncipe” – terceiro livro mais traduzido no mundo – esconde atrás de sua cara infantil fartas camadas de filosofia pop. A leitura do clássico existencialista de Saint-Exupéry, tavez até agrade mais adultos, já que pode soar tediosa para crianças pequenas.

Leia também:
-Resenha completa do livro “Onde vivem os monstros”
-7 livros que toda criança deveria ler

cropped-3livros_27.jpg

 

“Onde vivem os monstros”, Maurice Sendak – Resenha de livro.

*esta resenha foi originalmente escrita por mim para o site Punk Brega
Maurice Sendak - Onde vivem os monstros

“Onde vivem os monstros” é um filme hype de Spike Jonze, candidato a ser o “História sem fim” da geração iPhone.

***

“Onde vivem os monstros” (Cosac Naify) é um clássico da literatura infantil americana, escrito e ilustrado por Maurice Sendak, em 1963, e amado por gente como Barack Obama. Ele é o primeiro de uma trilogia com “In the Night Kitchen”(“De noite na cozinha”, 1970) e “Outside Over There”(Lá fora logo ali, 1981). Depois de uma recepção fria, o livro abocanhou prêmios como o Hans Christian Andersen, a Medalha Caldecot e o American Book Award.

***

Li o curto texto do livro de Sendak em uma rápida sentada antes de ir trabalhar. A luxuosa edição da Cosac Naif deixada ao lado da televisão me seduziu. Terminei e pensei “Pô, é só isso?”

Bolei uma resenha gigante falando das ilustrações que vão aumentando quanto mais o garoto Max entra no seu mundo imaginário até tomarem toda a página nas brincadeiras com os monstros. Na solidão divertida da infância. Em como eu tinha criado uma expectativa maior do que o livro pudera me oferecer.

Tudo muito adulto.

Reli o livro. Lembrando de quando era criança. Seria um dos meus favoritos. Isto basta.

A resenha de um livro não deve ser maior que o próprio livro.

onde-vivem-monstros-ilustracao

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...