Resenha de “O escolhido foi você”, de Miranda July

escolhido-foi-voce

Miranda July estava empacada no roteiro de seu filme O futuro, quando resolveu olhar com atenção para os classificados que vinham junto com o jornalzinho de seu bairro. A cineasta/artista/escritora/performer americana ficou intrigada com os objetos que as pessoas vendiam: uma jaqueta grande de couro por US$ 10, alguns girinos, 50 cartões natalinos, uma coleção de ursinhos carinhosos. Logo, July desistiu do roteiro  e resolveu investigar seus vendedores em busca de inspiração. Descobriu que o dono da jaqueta estava passando por uma mudança de sexo e que os girinos pertenciam a um adolescente desajustado. Mas foi o anunciante dos cartões natalinos – pornográficos, feitos à mão por um senhorzinho octagenário – que marcaria July para sempre: além de ajudá-la a terminar o filme, o velhinho botou a vida da artista em perspectiva. E vai fazer o mesmo com você.
“O escolhido foi você”, de Miranda July, Companhia das Letras.

resenhas

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...